Um assunto que causa repercussão até os dias atuais, é tabu entre os homens e é o grande responsável pelos problemas de autoestima masculina. Associado a virilidade do homem, o tamanho do pênis e aumento peniano tem sido objeto de diversos estudos e até mesmo a fim de compreender qual o tamanho ideal.

Alguns centímetros a mais ou a menos, para muitos, podem definir o quão a pessoa se sente confiante e seguro de si, e com isso, há uma busca incessante sobre as alternativas em aumento de tamanho do pênis.

Mas afinal, o tamanho realmente importa? É possível aumentar o tamanho do pênis sem cirurgia, sem uso de produtos como Macho Man, Xtragel, Libid gel e outras drogas do mercado que garante resultados? Confira aqui!

O tamanho normal do pênis

Um estudo publicado no jornal The Sun, em 2014, mostra que a média brasileira mede em torno de 15 cm quando se está ereto.

Porém, qual seria a relevância dessa pesquisa? A importância cientifica em ter uma média para comparação se dá, pois muitos homens sofrem de transtornos psicológicos e independente do tamanho do pênis que ele tenha, continuará achando pequeno.

Apesar de sempre ouvirmos falar que “tamanho não é documento” até mesmo da boca das mulheres, segundo o trabalho da Associação para a Ciência Psicológica de são Francisco, o tamanho importa sim, e pinto pequeno é uma preocupação porém a grossura ainda é mais relevante para elas.

O prazer da mulher não cresce na mesma proporção ao tamanho do órgão sexual masculino. Mas da segurança e confiança do homem sim! E mesmo que saber o que fazer com a ferramenta seja importante, ser o mestre da ginga e do rebolado sem que se sinta certo volume… pode acabar sendo frustrante no ponto de vista feminino.

Aumentar o pênis sem cirurgia é possível

Fazer uma cirurgia para aumentar o comprimento do pênis está fora da realidade de muitos homens no Brasil, onde o procedimento custa em torno dos 30 mil reais. Porém existem outras formas de tratamento como o viagra natural para quem não tem esse valor disponível em conta e vão desde comprimidos e bombas, até mesmo exercícios.

  • Exercícios para fazer em casa

Não possuem contra indicações e não tem custo, só o que irá precisar investir é o seu tempo, terá de fazer diariamente para poder apresentar alguns resultados dentro de uns meses. Um dos exercícios que oferece melhor resultado inclui:

  1. Segurar o corpo do pênis um pouco abaixo da glande (com o indicador e o polegar formando um sinal de OK)
  2. Estique ligeiramente o pênis mole, alongando em todas as direções, com força o suficiente para o sentir esticando, porém sem que provoque dor.
  3. Manter na posição de 15 a 20 segundos e depois relaxar. Repetir o processo puxando o pênis para cima, baixo, esquerda e direita.

Esses exercícios devem ser realizados com o pênis flácido ou semi-rígido.

  • Bomba peniana

Uma alternativa que possui um baixo custo financeiro comparado a uma cirurgia são as bombas penianas. Agindo através da pressão exercida dentro do cilindro, a bomba faz com que aja um direcionamento forçado do sangue para o pênis.

O efeito proporcionado pela bomba depende do seu uso contínuo. É importante ler as instruções do fabricante e consultar um urologista antes de utilizar o equipamento, já que o uso de pressão excessiva pode causar lesões no órgão genital.

  • Remédios

Há alguns remédios disponíveis no mercado que prometem aumento do pênis, mas são poucos os que têm esse efeito, pois não agem na circulação.

Os remédios para aumentar o pênis e ter o penis duro e grande mais indicados são os que agem diretamente no fluxo sanguíneo.

Os mais conhecidos são o Xtrasize (em cápsulas), Xtragel e o Libdgel.

Hotgel – Afrodisíacos E Seus Perigos Como Estimulantes.